Aqui o associado é o dono

55 3352-4400

Siga-nos no

Facebook!

Cotações de Grãos

Soja

72,00

Trigo

37,00

Milho

34,00

Arroz

40,50

Coopatrigo

Comercial

16/11/2018

Coopatrigo passa a fazer parte de um grupo seleto de empresas do Rio Grande do Sul

  • 8 de novembro de 2018

A Coopatrigo conseguiu no final do mês de outubro chegar à marca histórica de R$1 bilhão de faturamento, atingindo com dois meses de antecedência a sua meta para 2018. Este desempenho financeiro coloca a cooperativa em um grupo seleto de empresas que não ultrapassam 50 companhias no Rio Grande do Sul, segundo registro feito nesta semana pela colunista de economia Giane Guerra na página Gaúcha ZH.

A informação sobre o faturamento atingido pela Coopatrigo em 10 meses foi compartilhada pelo presidente Ivo Batista em entrevistas concedidas à emissoras de rádio, quando comentava o fato de a cooperativa estar liderando mais uma vez o ranking das 20 empresas que mais contribuíram para a formação do índice de retorno do ICMS para o município de São Luiz Gonzaga com 28,95% do bolo.

Na oportunidade o presidente citou alguns dados que demonstram a grandiosidade destes números como por exemplo o orçamento dos 13 municípios da área de atuação da cooperativa que fica em torno de R$500 milhões, ou seja, a Coopatrigo tem o dobro de faturamento de todos estes municípios. Outro dado citado pelo dirigente é que o número atingido em outubro se dividido pelos 10 meses, dá um faturamento médio de R$100 milhões por mês. “Este volume de recursos nos traz uma responsabilidade muito grande, a qual dividimos com os companheiros de direção, conselheiros e colaboradores que fazem toda a estrutura funcionar”.

Ivo Batista disse estar muito orgulhoso pela Coopatrigo ter conseguindo atingir esta marca histórica e relembra a trajetória de crescimento dos últimos 20 anos, saindo lá de 1998 quando a cooperativa atravessava grave crise financeira não tinha crédito nem para comprar um carro popular e chega a 2018 com este desempenho fantástico estando entre as 50 maiores empresas do estado.

A grande virada iniciou com a retomada da credibilidade e a partir daí com uma gestão focada em resultados, foi estancado o prejuízo já primeiro ano e retomado o crescimento que está se consolidando nos últimos anos com a adoção de novas estratégias como a divisão dos resultados com os associados, 50% vai para o “retorno” e 50% fica para capital de giro e investimentos da cooperativa.

“Sempre ressaltamos que este crescimento se deve ao associado que acreditou no ideal cooperativista, encontrando na cooperativa o suporte para o desempenho da sua atividade lá na propriedade, produzindo mais com qualidade”, afirmou o presidente da Coopatrigo.

Ainda comentando sobre os números da cooperativa Ivo Batista falou sobre a alta carga tributária das empresas atualmente, dizendo que a Coopatrigo em 2018 já recolheu em tributos federais, estaduais e municipais mais de R$30 milhões, ou seja R$3 milhões por mês em impostos. “Mesmo com esta alta tributação não temos a contrapartida dos governos nas principais áreas: infraestrutura, segurança, saúde e educação”, afirmou o presidente da Coopatrigo, concluindo que tem muita esperança no novo governo brasileiro, que se elegeu prometendo mudanças, as quais são aguardadas com muita expectativa por toda a população.

 

Roberto Marques

Assessor de Comunicação Coopatrigo